EP: Zé

Primeiro EP de carreira do cantor e compositor Zé Guilherme chega após quatro discos e cinco singles no mercado fonográfico. O trabalho traz seis composições autorais de estilos variados que bem representam sua trajetória de mais de 20 anos, do pop ao maracatu, passando pelo samba e pelo xote. Três faixas são singles lançados nas plataformas, em 2021, ao lado de outras inéditas. Zé é resultado do processo criativo em que o artista mergulhou durante a pandemia, dando vazão ao seu lado compositor e cultivando parcerias. o EP tem participação especial de Luana Mascari em “‘Vento Criança”‘ e produção musical de Cezinha Oliveira.

Ouça aqui.

Acompanhe em: @zeguilhermeoficial | Veja e baixe o release.

Veja o clipe

Biografia

Nasci em Juazeiro do Norte , uma pequena cidade da Região do Cariri, no sul do Estado do Ceará. Sou o primeiro de quatro filhos homens e apesar de não haver nascido em uma família de músicos, vivi sempre rodeado de música “por todos os lados”. Minha mãe, Terezinha, paraibana, cantora amadora, foi a primeira voz humana cantada que conheci e de quem herdei o gosto pela música, o amor à vida e às pessoas. Vivia sempre cantando. Quando alegre para ficar mais alegre, quando triste para espantar a tristeza e quando nem alegre nem triste, só pelo prazer de cantar. Não perdia a oportunidade de mostrar a voz e se tivesse tido possibilidade teria se tornado cantora profissional. Com ela conheci as canções de Orlando Silva, Dalva de Oliveira, Ângela Maria, Maísa, entre tantas outras. Ainda hoje quando sinto saudades de casa e penso em minha mãe fico imaginando em que lugar da casa ela estaria, como sempre, cantarolando uma canção. Ouço uma canção e a saudade ameniza. Meu pai, Edmilson, cearense, motorista profissional, foi o primeiro homem honrado e trabalhador que conheci e com quem aprendi o sentido das palavras trabalho, caráter e honestidade. Pai amoroso, carinhoso e protetor. Adorava Luiz Gonzaga, Jackson do Pandeiro, Nelson Gonçalves, Orlando Silva, Marinês, entre outros. Ainda hoje, quando sinto saudades de casa e penso em meu pai, lembro que com ele aprendi a gostar de dançar ao som do rádio, na sala de casa. Um “pé de valsa” que me ensinou os primeiros passos de dança de salão. Danço um coco do Jackson e a saudade se esvai.

Discografia

EP

Primeiro EP de carreira do cantor e compositor Zé Guilherme chega após quatro discos e cinco singles no mercado fonográfico. O trabalho traz seis composições autorais de estilos variados que bem representam sua trajetória de mais de 20 anos, do pop ao maracatu, passando pelo samba e pelo xote. Três faixas são singles lançados nas plataformas, em 2021, ao lado de outras inéditas. Zé é resultado do processo criativo em que o artista mergulhou durante a pandemia, dando vazão ao seu lado compositor e cultivando parcerias. o EP tem participação especial de Luana Mascari em “‘Vento Criança”‘ e produção musical de Cezinha Oliveira.

Ouça aqui.

Acompanhe em: @zeguilhermeoficial | Veja e baixe o release.

Singles

Ao Vento

O single autoral Ao Vento, cuja letra é assinada por Edson Penha, de bela melodia e sonoridade envolvente, a canção fala das lembranças de um amor perdido que estão por toda parte, espalhadas no ar. Mais uma vez, Zé Guilherme reporta ao Nordeste, às suas raízes com esse aconchegante xote de amor. Terceiro single produzido em 2021, integra uma série de lançamentos que segue até o final do ano, que serão reunidos na produção de seu primeiro EP,. Com produção e arranjo de Cezinha oliveira (também no contrabaixo e na guitarra), Ao Vento tem Jonas Dantas ao piano e Ivan Alves na bateria e percussão.

Veja e baixe o release.Ouça aqui.

Meu Querer

Zé Guilherme lança o single Meu Querer, canção autoral que traz sua raiz nordestina na sonoridade. A música de refrão marcante é um xote romântico que convida à dança. Esta é a segunda produção de uma série de singles que o artista pretende lançar até o final 2021. O primeiro foi Marcas (parceria com Mario Tommaso), lançado em janeiro. Posteriormente, as músicas serão reunidas no lançamento de seu primeiro EP. Com produção e arranjo de Cezinha oliveira (também no contrabaixo), Meu Querer tem participação de Jonas Dantas no piano, Denilson Martins no clarinete e Ivan Alves na bateria e na percussão.

Veja e baixe o realease.Ouça aqui.

Marcas

O cantor e compositor Zé Guilherme abre o ano de 2021 lançando novo single, MARCAS. Produzido no período de quarentena, a canção tem letra de Zé Guilherme e melodia de Mario Tommaso. Arranjo e produção musical de Cezinha Oliveira, também responsável pela execução de baixo elétrico e violão de nylon. Completam o time os músicos Jonas Dantas (Piano Rhodes) e Ivan Alves (percussão/bateria).

Veja e baixe o realease.Ouça aqui.

Alumia Remix

A canção Alumia, que dá nome ao quarto CD do cantor e compositor Zé Guilherme, ganhou versão eletrônica. Produzido por Waldo Squash (Uaná System), o remix traz uma nova cara para a faixa com o sotaque paraense do carimbó eletrônico. Com letra e música de Zé Guilherme, fazendo referência à sua origem nordestina, Alumia é ritmada e contagiante. No arranjo original, de Cezinha Oliveira, a faixa já registra referências de carimbó, junto a nuances de coco, ritmo característico do Nordeste. O single está disponível em todas as plataformas digitais e promete balançar as pistas.

Veja e baixe o releaseOuça aqui.

Alumia Single

O cantor e compositor Zé Guilherme lança seu primeiro single Alumia, que antecipa o novo álbum comemorativo de seus 20 anos de carreira. Alumia dá nome também ao CD que será lançado em breve, sendo o quarto de sua carreira. Após gravar, em 2015, um disco em homenagem a Orlando Silva, o artista apresenta álbum autoral, no qual assina a maioria das composições. A canção “Alumia” (letra e música de Zé Guilherme) faz referência à sua origem: inspirada no coco nordestino com toques de carimbo, o arranjo de Cezinha Oliveira trouxe destaque para o piano, executado por Jonas Dantas.

Veja e baixe o release.Ouça aqui.

Álbuns

Alumia

O disco Alumia comemora os 20 anos de carreira de Zé Guilherme, cantor e compositor cearense radicado em São Paulo. O artista deixa de lado o viés confortável de ser apenas intérprete e lança seu quarto disco, com repertório de músicas autorais, em sua maioria, com produção musical e arranjos de Cezinha Oliveira

Abre A Janela Zé Guilherme Canta Orlando Silva

 

O terceiro CD do intérprete Zé Guilherme é uma homenagem a Orlando Silva, um dos mais importantes nomes da música popular brasileira que completaria 100 anos em 2015.

Tempo Ao Tempo

Este é o segundo CD do cantor Zé Guilherme, cujo repertório, em sua interpretação muito particular, traduz a diversidade da produção musical brasileira recente. Às raízes cearenses do cantor, misturam-se, em Tempo ao Tempo, o som e o sabor de cada um dos minutos vividos na metrópole, bem como o contato com sua cena musical rica e vibrante. Em todas as canções, há o que é genuinamente sentimento humano. Ora denso e profundo, ora leve e epidérmico, ora divino, ora do mundo. No labirinto do tempo, Zé Guilherme equaciona os seus momentos. Canta, ama, reza, dança, ri. Dia a dia, paciente, persistente, exigente e obstinado, esculpe seu talento. Isso é Tempo ao Tempo. O trabalho conta com participação especial da cantora Vania Abreu que interpreta com Zé Guilherme a canção “Caminhos do Coração” (Gonzaguinha).

Recipiente

Recipiente revela a união do popular e do pop na voz de um intérprete ávido por trilhar novos caminhos dentro da música brasileira. Cearense com sotaque cosmopolita, o cantor Zé Guilherme apresenta um repertório bem escolhido, variado e assinado por compositores da novíssima safra nacional. Recipiente é uma viagem prazerosa por criações poéticas de bom gosto, ritmos diversos (que trazem desde um boi bumbá a baladas pops) e uma instrumentação afinada que dialoga plenamente com o suingue do intérprete.

Outros Vídeos

Participação no Sr. Brasil, da TV Cultura

Contato

SHOWS/PRODUÇÃO/AGENTE:

Biombo Produções @biomboproducoes | contato@biomboproducoes.com.br

ASSESSORIA DE IMPRENSA:

Eliane Verbena | verbena@verbena.com.br